Mauricio Kus
INTIMIDADES NO TEATRO EVA HERZ


Por Mauricio Kus, 27/08/2013 às 11:20

INTIMIDADES
A Estonteante e Eterna Peleja entre a Mulher Diáfana e o Homem Indolente

De Gustavo Machado
Direção Bruce Gomlevsky

Estreia dia 28 de agosto no Teatro Eva Herz

Terceiro texto de Gustavo Machado estreia no Teatro Eva Herz, em temporada às terças e quartas, com direção de Bruce Gomlevsky


Como disse Bruce na primeira leitura, trabalhar nessa peça é como olhar pelo buraco da fechadura onde podemos ver flashes da vida desse casal, um homem e uma mulher, juntos há nove anos. Momentos diversos pinçados caleidoscópicamente desses nove anos de amor. Nove anos de troca, renúncia, ciúme, desejo, saudade, disputa, coragem, covardia, camaradagem, culpa, saudade, aconchego, ternura, desassossego, paixão e solidão.

Dois ímãs que se atraem e se repelem ad infinitum. ‘Humor é amor com H’, diz o Homem, ao que a Mulher responde ‘Amor é simplesmente estar por perto’, ao que ele responde perguntando, ‘quão perto’? Ela: ‘perto o suficiente’. Ele: ‘suficiente pra que? E assim vão. Vão?

É o terceiro texto encenado de Gustavo Machado (os outros são DE4 e PAGARÁS COM TUA ALMA). A peça INTIMIDADES surgiu a partir de uma encomenda da atriz Roberta Alonso “que queria uma peça de casal. Eu, que sempre quis escrever o meu eu sei que vou te amar, topei a parada.”, confessa ao autor.

“Claro que escrevi o texto pensando na Roberta como atriz. Bruce convidou o Otto JR para formar o casal com ela, o que achei uma excelente escolha”, afirma Machado que acredita que as pessoas irão facilmente se identificar ora com um ora com outro personagem, pois apesar de não ter se inspirado em nenhum casal real, todos que são ou foram parte dessa ‘coisa-complexa-chamada-casal’ sabem o que é cruzar as fronteiras do outro e pisar seu mais delicado jardim.

Sobre a escolha do diretor, Machado conta que “para esse meu texto que é uma espécie de duelo emocional entre um homem e uma mulher, onde não há trama, é puro strip tease da alma, o que requer entrega e segurança, humor e delírio, eu sabia que precisaria de uma direção de ator de altíssimo nível, alguém que soubesse provocar e amparar os atores nesse mergulho. Além de grande ator, Bruce é diretor sensível, corajoso, comprometido com um teatro vivo, livre e libertador, que não tem medo de poesia, nem preguiça de ser profundo”. Bruce Gomlevsky, que se diz um romântico incurável, sentiu-se absolutamente instigado e desafiado a dirigir um espetáculo pelo qual teve identificação imediata. “Sempre me pergunto como um amor pode se manifestar travestido de ódio, doença, obsessão, posse, ciúme, desrespeito, individualismo, traição? Como casais que se amam acabam por se tornar estranhos um pro outro? Ou por outro lado , será que se tudo isso de ruim e doloroso aparece, pode se chamar de amor? Talvez a rotina seja poderosa em aniquilar um amor verdadeiro, mas sigo acreditando na necessidade de cultivá-lo e reinventá-lo a cada dia, pois em "tempos líquidos" como os nossos, nada mais profundo e subversivo do que ficar casado. Não vejo nada melhor do que essa possibilidade por mais difícil que seja”, conclui o diretor.

Essa peça trata da absoluta estranheza de 2 INTIMIDADES que se dispõe a viver juntas. Intimidades que se chocam, que querem se fundir e se harmonizar, mas isso é como harmonizar fogo e palha, vento e pó, terremoto e delicadeza. É o velho desafio de qualquer obra de arte que, para além dos esforços e sacrifícios empreendidos, pode resultar em beleza ou em funda frustração.

FICHA TÉCNICA:
Texto:
Gustavo Machado
Direção: Bruce Gomlevsky
Ass. Direção: Glauce Guimarães
Elenco: Roberta Alonso e Otto Jr.
Cenário: Nello Marrese
Figurinos: Rita Murtinho
Iluminação: Elisa Tandeta
Trilha composta: Marcelo Alonso Neves
Direção de Produção: Cristina Sato

GUSTAVO MACHADO
No Teatro atuou em RAZÕES PRA SER BONITA (dir: João Fonseca), O AVARENTO (dir: Felipe Hirsh, com Paulo Autran), A CABRA (dir: Jô Soares, com José Wilker), MENECMA e ESSA NOSSA JUVENTUDE (dir: Laís Bodanzky), EXILADOS (dir: Ruy Guerra), TODA NUDEZ SERÁ CASTIGADA (dir: Cibele Forjaz), A VER ESTRELAS (dir: João Falcão), NAVALHA NA CARNE (dir: Pedro Granato), HAMLET (dir: Francisco Medeiros), entre outros.

Dirigiu DESCONHECIDOS de Fábio Herfort, PORNÔ- FALCATRUA 18.433 de Irvine Welsh; CLEIDE, ELÓ E AS PERAS de Gero Camilo, VÊNUS CASTIGADORA DO AMAZONAS de Jorge Mautner, PAGARÁS COM TUA ALMA e DE QUATRO, ambas de sua autoria.

No Cinema atuou em EU RECEBERIA AS PIORES NOTÍCIAS DOS TEUS LINDOS LÁBIOS de Beto Brant e Renato Ciasca (melhor ator no Festival de Sergipe), OLHO DE BOI (Kikito-2007 e APCA 2008) de Hermano Penna, DISPAROS de Juliana Reis,

BICHO DE SETE CABEÇAS e AS MELHORES COISAS DO MUNDO de Laís Bodanzky; QUANTO DURA O AMOR? e CONTRA TODOS, de Roberto Moreira, NOME PRÓPRIO de Murilo Salles, O AMOR SEGUNDO B. SHIANBERG de Beto Brant (melhor ator no Festival de Sta Maria da Feira, Portugal), BRÓDER de Jeferson De, BRUNA SURFISTINHA de Marcus Baldini entre outros.

Na TV atualmente grava a novela PECADO MORTAL (Record). Ano que vem estará na série A TEIA (Rede Globo). Participou da novela LADO A LADO (Rede Globo) e das séries FDP (HBO), AMOR EM 4 ATOS (dir: Bruno Barreto/Globo), ENTRE TAPAS E BEIJOS (Rede Globo), FORÇA TAREFA (Rede Globo), OSCAR FREIRE 279 (Multishow), MULHER DE FASES (HBO), ALICE (HBO), ANTÔNIA (O2/Rede Globo), MOTHERN (GNT) etc

BRUCE GOMLEVSKY
Considerado um dos mais importantes criadores teatrais de sua geração, ator, produtor e diretor, formado pela Cal (Casa das Artes de Laranjeiras), está no mercado há 20 anos, trabalhando em teatro, cinema e televisão. Em cinema ganhou o prêmio “Candango” de Melhor Ator de Curta-Metragem 35mm no 32 Festival de Cinema de Brasília, com o filme “Cão-Guia” (1999), de Gustavo Acioly, e com o filme “Nada a Declarar” (2004), do mesmo diretor. Ganhou também o Prêmio de Melhor Ator de Curta-Metragem no Festival de Cinema de Vitória e no Festival de Cinema de Curitiba. Em papel de destaque, participou de quatro longas-metragens brasileiros: “Quase Dois Irmãos” (2005), de Lúcia Murat, “Deus É Brasileiro” (2003), de Carlos Diegues, “Apolônio Brasil” (2003), de Hugo Carvana e “Lara” (2002), de Ana Maria Magalhães. No teatro, integrou durante três anos, a Companhia de Ópera Seca, sob a direção de Gerald Thomas, onde realizou sete espetáculos, dentre eles: “Ventriloquist” (1999/2000), “NXW” (2000) e “Deus Ex-Machina” (2001/2002). Atuou também em mais de vinte espetáculos teatrais, tais como “Romeu e Julieta” (1997) nos Jardins do Museu da República (pelo qual foi indicado ao prêmio de Melhor Ator no III Prêmio Cultura Inglesa de Teatro), “Nada de Pânico” (2003), sob a direção de Enrique Diaz, “A Morte do Caixeiro Viajante” (2003), sob a direção de Felipe Hirsh, “Répetition” (2004), de Flávio de Souza com produção de Xuxa Lopes. Como ator e produtor, Bruce esteve à frente do elenco de “Avalanche” (2003/2004), sob direção de Ivan Sugahara e “A História do Zoológico” (2004/2005), onde participou também da direção ao lado de Daniela Amorim. Dirigiu e protagonizou nos últimos anos os espetáculos “ Línguas Estranhas” , “ Renato Russo” , “ Cyrano de Bergerac” , “ Festa de Família” , “ A Volta ao Lar” e “ O Homem Travesseiro”, tendo sido indicado ao Prêmio Shell de Melhor Ator 2007 e 2012 e ganhador do Prêmio Aptr de Melhor Diretor 2012 .

ROBERTA ALONSO
2007 - Peça - “Alucinose”, com texto e direção de Eduardo Ruiz, ficando oito meses em cartaz no teatro dos Satyros. Protagonizou o videoclipe da banda Código B “Mais uma vez” com direção de Anna Penteado.

2008 - Projeto - “Direções” de Antunes Filho, produzido pela TV Cultura com texto “A Noiva”, de Ivam Cabral e direção de Rodolfo Vasquez. Peça - “A Maçonaria do Silêncio”, texto e direção de Eduardo Ruiz, espetáculo que ficou em cartaz até o inicio de 2009.

2009 - Peça - “A Comédia dos Erros”, de William Shakespeare, com direção de Carlo Milani e Jairo Mattos, ficando em cartaz até o inicio de 2010.

2010 - Curta-metragem - “Amores Paulistanos – segundo ensaio” com direção de Anna Penteado e produção da Chama Sabor.

OTTO JR
Otto JR é um ator mineiro radicado no Rio de Janeiro. No teatro seu trabalho mais recente (2013) é “Oréstia”, de Ésquilo com direção de Malu Galli. Já atuou em mais de 20 peças profissionais onde trabalhou com diretores como Paulo de Moraes, Bruce Gomlevsky, Irmãos Guimarães, José Possi Neto, Roberto Alvim, Michel Bercovitch, Eduardo Wotzik, entre outros. Integrou por 10 anos a CiaTeatroAutônomo com direção de Jefferson Miranda, onde além de ator foi criador dos espetáculos junto com os demais integrantes da Cia, incluindo o premiado "Deve Haver Algum Sentido Em Mim Que Basta", ganhador em 2005 do "Prêmio APCA de melhor espetáculo do ano" em São Paulo.

Em 2012 rodou dois telefilmes da série “Mandrake” para HBO dirigidos por José Henrique Fonseca.

Em 2011 esteve em Cannes e na Première Brasil do Festival do Rio com o longa “O Abismo Prateado” de Karim Aïnouz, pelo qual foi indicado ao Prêmio de “melhor ator coadjuvante” no Festival do Rio e considerado “ator revelação” do Festival pelo Jornal O Globo.

Leia também:

Vera Fischer estreia comédia "Ela é o Cara!" no Teatro Folha
05/12/2016 - 10:41
A atriz Vera Fischer abre a programação do Teatro Folha em 2017 com a comédia "Ela é o Cara!", escrita especialmente para ela por Márcio Araújo e Andrea Ba...


ESTRÉIA EM SÃO PÁULO O MUSICAL QUASE NORMAL, UM ESPETÁCULO DE TADEU AGUIAR
14/02/2013 - 12:27
Quase Normal é a história de uma família que convive com o transtorno do humor bipolar de sua mãe. Entre os altos e baixos dos afetos, das paixões e das l...


O PAULISTANO É UM SOFREDOR, SOBREVIVENTE, MAS A GENTE AMA SÃO PAULO
06/04/2010 - 6:34
Os padres jesuítas José de Anchieta e Manoel da Nóbrega subiram a Serra do Mar nos idos de 1553 a fim de buscar um lugar seguro para se instalar e catequi...


MASTERBRANDS ASSUME NO BRASIL - COM EXCLUSIVIDADE - A DISTRIBUIÇÃO DE MOLESKINE
26/05/2014 - 11:52
Alexandre Lazarou, diretor da Masterbrands Company, uma empresa brasileira que se dedica à distribuição de produtos de grife importados, anuncia que à par...


FIGURINOS, MAQUIAGEM, PRODUÇÃO DE TEATRO, DIRETOR DE CINEMA, ELEGÂNCIA E ESTILO, PRODUÇÃO DE MODA, JORNALISMO DE MODA,ESCREVER LIVROS, CASAR, ERA COM ELE MESMO...FERNANDO DE BARROS
14/08/2009 - 13:12
O maior susto que Fernando de Barros pregou a todos nós, não foi o anúncio de sua morte, em 11 de setembro de 2002. Foi a descoberta de um dos segredos m...


"A Dama do Mar" ganha montagem inédita em São Paulo
05/06/2012 - 9:47
A negação ou a afirmação do desejo? Esse é um dos grandes embates de 'A Dama do Mar', peça que estréia no dia 30/junho, no Teatro Nair Bello, no Shopping ...


Angelotti Licensing e Michel Teló anunciam licenciamento de produtos de consumo com a marca do ídolo do mundo musical
11/07/2012 - 19:7
Luiz Angelotti, CEO da Angelotti Licensing e Michel Teló concluíram um acordo para o lançamento de produtos de consumo licenciados com a marca do consagra...


MEU DEUS! - UM ESPETÁCULO QUE ESTÁ CONQUISTANDO E ENTERNECENDO AS PLATÉIAS DO TEATRO FAAP
10/04/2014 - 10:1
Irene Ravache e Dan Stulbach encabeçam o elenco desta peça da dramaturga israelense Anat Gov, dirigidos por Elias Andreato. Oh, My Good, título original...


AS BOND GIRLS AGITARAM SÃO PAULO NOS ANOS 80/90
24/10/2009 - 2:2
A primeira vez que eu e Sarinha, minha esposa, fomos para Roma foi em meados dos anos 60. Na primeira noite, no saguão do Cavalieri Hilton, onde estavamos ...