Mauricio Kus
A MINHA PRIMEIRA VEZ no dia 4 de janeiro no TEATRO FOLHA


Por Mauricio Kus, 02/01/2013 às 15:40

EXPERIÊNCIAS DO ESPECTADOR
GANHAM FORMA NA PEÇA “A MINHA PRIMEIRA VEZ”

Estréia dia 4 de janeiro, dando inicio à temporada 2013 do Teatro Folha

A MINHA PRIMEIRA VEZ no dia 4 de janeiro no TEATRO FOLHA

Sob a direção de Isser Korik, A Minha Primeira Vez estreia no dia 4 de janeiro (sexta-feira), no Teatro Folha. Jovens atores - Emiliano d’Avila, Luana Martau, Ronny Kriwat (que fizeram Avenida Brasil), Gabriella Vergani, Ian Soffredini e Tammy Di Calafiori mergulham em depoimentos reais e picantes de internautas sobre a primeira experiência sexual, num caleidoscópio de emoções, para todas as idades.

Encenada na América, Europa e Ásia, a peça deKen Davenportémontada pela primeira vez no país. Em 2007, o produtor americano comprou os direitos da página myfirsttime.com, com 40 mil depoimentos na época,etransformou seu conteúdo em um espetáculo de sucesso.

O experiente Isser Korik fez a tradução e a adaptação da peça, usando depoimentos do texto original e outros de brasileiros, que foram colhidos do site (http://www.aminhaprimeiravez.com.br), criado no começo de 2012 pela produtora Conteúdo Teatral, responsável pela realização da montagem. O site brasileiro recebeu mais de mil depoimentos de internautas, até agora.

A encenação, que tem um site como fio condutor, utiliza recursos de vídeo mapping para reproduzir diferentes cenários virtuais, no fundo do palco. Concebido por Osvaldo Gonçalves, a cenografia“física”brinca com a criatividade do espectador: módulos brancos viram moita, cama, carro.

Antes de cada apresentação, será entregue para o espectador um questionário sobre a sua iniciação sexual (idade, local, se foi planejado). Nos bastidores, as informações serão tabuladas. As estatísticas mais interessantes sobre os espectadores presentes na plateia serão reveladas ao longo do espetáculo.

As lembranças e narrativas do público ganham forma no palco, com personagens de gerações e universos culturais diversos, que certamente farão público se identificar com as situações encenadas.

O elenco reúne atores de diferentes estilos.“A escolha deles foi feita para que a energia em cena compreendesse a gama de sentimentos da primeira relação sexual vivida por pessoas comuns de todos os tipos (periguetes, malandros, gays, voyeurs e últimos românticos). A peça fala de um tema universal, por isso a importância da identificação do público com os personagens e intérpretes”, fala o diretor Isser Korik.

Para compor o visual dos personagens (a maioria adolescente), o figurinista Luciano Ferrari optou pelo básico. A metaérealçar a beleza, valorizando o melhor dos corpos, com conforto, em sintonia com a atmosfera sexy da encenação.

“Esquetes românticos, cômicos, violentos ou dramáticos conduzem o público a desmistificar a primeira relação sexual e pensar no que importa: a próxima vez”, conclui Korik.

Sobre a dramaturgia - Ken Davenport

É considerado um dos principais produtores de Nova York. Suas criações foram encenadas em 25 países e geraram mais de US$ 100 milhões. My First Time estreou em 12 de julho de 2007; permaneceu dois anos e meio em cartaz, em Nova York; e ganhou montagens na América (EUA, Chile e México),Ásia (Coréia do Sul) e Europa (Espanha, Finlândia, Itália e Malta).É inspirada no site homônimo criado em 1998 pelos jovens norte-americanos, Peter Foldy e Craig Stuart. MyFirstTime.com reúne histórias anônimas de 53 mil pessoas sobre a primeira experiência sexual, com mais de 36 milhões de acessos.Cerca de 12 mil pessoas o visitam diariamente: 25% são do mundo todo e 75%, dos EUA.

SOBRE O ELENCO

Emiliano d’Avila

Para o ator,“A Minha Primeira Vez é uma caixinha de surpresas, que mostra como o desejo pode conduzir a uma situação-limite, podendo chocar com histórias que as pessoas nem imaginam”. Nascido em Salvador, entrou para o elenco de Avenida Brasil, como Lúcio, filho de Janaína (Cláudia Missura). Antes, foi Pedro Balla, em Clandestinos – O Sonho Começou, de João Falcão.

(Globo, 2010). Participou da peça homônima que deu origem à série.

Gabriella Vergani

Com sua carinha de adolescente, interpreta vários depoimentos reais em A Minha Primeira Vez.“Algumas histórias são lindas e românticas, outras tensas ou cômicas”, conta. Na TV, fez o telefilme Carro de Paulista, exibido pela Cultura; no tablado atuou em Cala Boca já Morreu, sob a direção de Sandra Corveloni. Participou de curtas:Ontem, como Helena (“Melhor Atriz”no festival da Academia Internacional de Cinema); e Jiboia, título de“Melhor Curta”no Festival de Cinema Mix Brasil.

Ian Soffredini

A Minha Primeira Vez vai fundo ao falar sobre desejo, em sua opinião.“Uma atmosfera sexual permeia a peça, quebrando paradigmas de como a iniciação deve ser”. Em 2012, atuou na releitura de A Bela Adormecida (que estreia em janeiro no Teatro Folha) e em Espontânea,peça calcada na improvisação, do Núcleo EsTeP. Cursou The Academy of Creative Training–Brighton e a Foundation in Acting Course at Arts Educational School London.

Luana Martau

Para ela,“não tem como não se identificar com A Minha Primeira Vez, porque a peça fala de uma experiência que todo mundo passou ou vai passar”. Na Globo, a gaúcha de 28 anos, que cresceu no Rio, viveu a cabeleireira Beverly, em Avenida Brasil, e participou de Cordel Encantado, como Carlota (2011); o desempenho lhe valeu a indicação de Melhor Revelação Feminina, no Prêmio Extra. Em 2010, fez a série Clandestinos - O Sonho Começou.Estreou na TV, em 2009, na novela Cama de Gato(Globo).

Ronny Kriwat

“A dramaturgia de A Minha Primeira Vez é interessante porque enfoca as diferentes formas que uma experiência comum a todo mundo pode acontecer, passeando por vários estilos: comédia, drama,água com açúcar e suspense”, conclui. Em 2010 e 2011, o ator viveu Theo Lopes, protagonista de Malhação. Em 2012, participou do elenco de Avenida Brasil, como Tomás, filho de Cadinho (Alexandre Borges) e Noêmia (Camila Morgado).

Tammy Di Calafiori

“A Minha Primeira Vez
é um presente para o intérprete, porque nos permite percorrer todas as possibilidades de sentimentos e de estilos de narrativas: da comédia ao drama”, diz a atriz, que fez as novelas Alma Gêmea,Ciranda de PedraePassione, na Rede Globo. No cinema, ela participou do filme Suprema Felicidade, de Arnaldo Jabor.

Sobre direção, tradução e adaptação- Isser Korik

Diretor, ator, produtor e dramaturgo. Coleciona trabalhos marcantes como comediante, em quase 30 anos de carreira. Entre eles,Vacalhau & Binho, de Carlos Alberto Soffredini, que resgatava textos de Zé Fidélis, personagem de um programa de rádio, permanecendo oito anos em cartaz. Concebeu Nunca se Sábado..., apresentado por quatro anos, em São Paulo, sob sua direção-geral. Inspirado no humorístico televisivo americano Saturday Night Live, companhias (como Parlapatões e Le Plat du Jour) e artistas (Ingrid Guimarães, Ary França, Lília Cabral, entre outros) se revezavam no palco em números inéditos. Dirigiu a trilogia cômica de Alan Ayckbourn Enquanto Isso...–três montagens com os mesmos argumentos e elenco, que podiam ser vistas de formas independentes, mas ligadas entre si (em cartaz em 2011 e 2012). Traduziu e atuou em E o Vento Não Levou, versão da peça Moonlight and Magnolias. A comédia sobre a correria para transformar o best-seller E O Vento Levouem roteiro para o cinema cumpriu temporada em 2011 e 2012, em São Paulo.

Sobre a realização - Conteúdo Teatral

Comprou os direitos autorais de My First Time e produziu um espetáculo, com o texto original adaptado e com depoimentos de brasileiros. Para tanto, criou o site (http://www.aminhaprimeiravez.com.br), onde é possível falar sobre a própria iniciação no sexo e acompanhar testemunhos, como o do Rafinha Bastos, da Daniele Valente, da Juliana Araripe e do Ronnie Von. Sob a direção artística de Isser Korik e a comercial de Léo Steinbruch, produziu dezenas de peças infantis (Os Saltimbancos e A Pequena Sereia) e adultas, como Equus e Um Violinista no Telhado. Responsável pela administração do Teatro Folha (São Paulo) e do Teatro Amil (Campinas), recebe espetáculos em regime de coprodução.

FICHA TÉCNICA

Elenco:
Emiliano d’Avila, Gabriella Vergani, Ian Soffredini, Luana Martau, Ronny Kriwat e Tammy Di Calafiori
Cenário: Osvaldo Gonçalves
Desenhos: Vemver Mídia Digital
Projeção: Grupo Comunique
Concepção de figurinos: Luciano Ferrari
Produção de figurinos: Elen Zamith
Iluminação: Isser Korik
Fotografia: Christiane Ceneviva
Edição videográfica: Gustavo Haddad e Rodrigo Fonseca
Assessoria de Imprensa: Luciana Cassas / Millenium Serviços de Comunicação
Produção Gráfica: Publical Comunicações
Técnica: Equipe Jardim Cabine
Coordenação: Max Schiftan
Produção Executiva: Manuela Figueiredo
Auxiliares de direção: Natália Rosa e Paulo Benevides
Assistência de direção e trilha sonora: Eduardo Leão
Direção e adaptação: Isser Korik
Realização: Conteúdo Teatral / Jornaleiro Participações

SERVIÇO
Local: Teatro Folha
Estreia: 4 de janeiro
Temporada: até30 de junho de 2013
Horários: sexta, 21h30; sábado, 20h e 22h; e domingo, 20h
Ingressos: R$40,00 (setor 2) e R$50,00 (setor 1)
Duração: 90 minutos
Classificação indicativa: 18 anos

*Valores referentes a ingressos inteiros. Meia-entrada disponível em todas as sessões e setores de acordo com a legislação.

TEATRO FOLHA

Shopping Pátio Higienópolis
Av. Higienópolis, 618 / Terraço
Tel: (11) 3823-2323
Televendas: (11) 3823-2737
Site: www.teatrofolha.com.br



Leia também:

Catedral da Sé em São Paulo instala som digital Evolutone Lando
30/04/2015 - 09:42
A Catedral da Sé, um dos mais importantes monumentos da Cidade de São Paulo, conta agora com um sofisticado sistema de áudio digital EVOLUTONE da Lando...


E O OSCAR VAI PARA,... TURNER (TNT) E PARIS FILMES
27/02/2012 - 16:27
O assunto do momento é a transmissão da entrega de estatuetas da 85ª versão da mais famosa premiação da indústria do cinema, o Oscar, realizado nesta madru...


SESI-SP LANÇA PROJETO PARA TEATRO MUSICAL
23/05/2013 - 17:29
Ação multidisciplinar utilizará o Teatro Musical como instrumento de aprendizado e desenvolvimento criativo dos alunos da rede SESI-SP de ensino; projeto ...


O Quebra-Nozes - NATAL SEM BALLET "O QUEBRA NOZES" NÃO É NATAL
13/12/2009 - 21:45
A CISNE NEGRO CIA. DE DANÇA, que comemora 32 anos de existência, com sucesso de público e de crítica em todo o Brasil e exterior, estará realizando a produ...


LIBERACE: FRESCURAS AO PIANO DE UM SHOWMAN PRECURSSOR NA SAIDA DO ARMÁRIO
15/10/2013 - 15:33
Grande sucesso na apresentação do Festival Internacional de Cannes, neste ano de 2013, vencedor do Prêmio Emmy de televisão, o filme 'Behind the Candelabr...


Exposição 125 anos Victorinox no Shopping Morumbi
27/07/2009 - 22:47
Marcando a passagem do 125º aniversário de fundação, a suíça Victorinox inaugura nesta 6ª feira, 31 de julho, a fase brasileira da exposição comemorativa...


O PAULISTANO É UM SOFREDOR, SOBREVIVENTE, MAS A GENTE AMA SÃO PAULO
06/04/2010 - 6:34
Os padres jesuítas José de Anchieta e Manoel da Nóbrega subiram a Serra do Mar nos idos de 1553 a fim de buscar um lugar seguro para se instalar e catequi...


PARQUE TEMÁTICO DOS SMURFS NA CHINA
31/01/2011 - 10:34
Grupo chinês dá inicio à construção de um parque temático Smurfs na China para desenvolver o turismo naquele país. As amadas criaturas de animação azuis...


O TEATRO DE REVISTA COMEMORA 150 ANOS. PORQUE COMEMORAR? O TEATRO DE REVISTA MORREU...
29/10/2009 - 16:57
O teatro de revista brasileiro surgiu em 1859, no Teatro Ginástico do Rio de Janeiro, portanto está comemorando 150 anos. Uma data para festejar, mas como...