Mauricio Kus
Exposição Estrelas errantes: "Memória do Teatro Ídiche no Brasil" - MIS (Museu da Imagem e do Som) em São Paulo


Por Mauricio Kus, 15/07/2013 às 12:26

Estrelas errantes: Memória do Teatro Ídiche no Brasil acontece de 17 de julho a 15 de setembro e traz cartazes do artista Lasar Segall, entre outros.

Abre nesta quarta, 17 de julho, a exposição “Estrelas errantes: Memória do Teatro Ídiche no Brasil”, no MIS (Museu da Imagem e do Som) em São Paulo.


Com curadoria do historiador Nachman Falbel e da professora e pesquisadora Anat Falbel, a mostra é resultado de uma longa pesquisa sobre a cultura ídiche no país e reúne cartazes e fotografias originais, nunca antes apresentados ao público.

A exposição traz aos visitantes uma ampla visão do teatro profissional e amador das cidades do Rio de Janeiro e São Paulo no século 20. Entre outros elementos iconográficos da mostra destacam-se os cenários e figurinos do artista Lasar Segall e a peça “A Sorte Grande”, escrita por Sholem Aleichem em 1916 e dirigida por Zygmunt Turkow, que também atuava junto ao grupo de teatro “Os Comediantes”, no Rio de Janeiro.

Sobre o Teatro Ídiche

Trazido para as Américas pelos imigrantes da Europa Oriental, essa cultura sedimentada durante séculos do teatro iídiche foi dizimada em seus países de origem durante a ocupação alemã na Segunda Guerra Mundial e, posteriormente, pelo regime stalinista. Depois, sofreu em todo o mundo o acelerado processo de aculturação que tomou conta das comunidades judias.

O moderno teatro ídiche, como o conhecemos, surgiu no século 19 e teve um de seus melhores momentos com Abraham Goldfaden (1840-1908), que encenou suas peças na Romênia a partir de 1876. Inicialmente, o teatro apresentou-se como expressão artística de entretenimento das camadas populares, mas aos poucos passou a atrair a intelectualidade judaica, elevando seu nível literário e dramatúrgico.

Graças a escritores talentosos da época, o teatro ídiche acabou sendo importante meio de reflexão sobre questões sociais, políticas e culturais do mundo judaico, daí o surgimento de um grande número de companhias, que deram notável contribuição à arte da representação teatral.

A presença do teatro ídiche no Brasil pode ser notada nos círculos de teatro amador no Rio de Janeiro e em São Paulo, e em mais algumas capitais brasileiras. Atores e diretores europeus foram chamados para atuar em instituições culturais locais trazendo seu conhecimento e experiência. Assim como a literatura e a imprensa, o teatro ídiche teve seu momento áureo como parte da cultura do imigrante.

Os grupos teatrais que passaram pelo país, assim como os grupos ou círculos dramáticos locais, deixaram às gerações posteriores um importante lastro cultural. As gerações que os sucederam devem se preocupar em mantê-los.

Estrelas errantes: Memória do Teatro Ídiche no Brasil
MIS - Av. Europa 158.
Terça a sexta-feira, das 12h às 21h.
Sábados, domingos e feriados das 11h às 20h
Preço: R$ 6 (inteira) R$ 3 (meia)
Gratuito para menores de 5 anos.
Livre

Leia também:

Curso "A Trilha do Sucesso" com Helio Batista
27/10/2016 - 13:58
Do sonho ao sucesso o caminho é longo, depende de talento e organização. Pensando nisso, Hélio Batista , empresário do ramo de entretenimento com mais de 5...


LIBERACE: FRESCURAS AO PIANO DE UM SHOWMAN PRECURSSOR NA SAIDA DO ARMÁRIO
15/10/2013 - 15:33
Grande sucesso na apresentação do Festival Internacional de Cannes, neste ano de 2013, vencedor do Prêmio Emmy de televisão, o filme 'Behind the Candelabr...


CELEBRIDADES E FAMOSOS TAMBÉM PISAM NA BOLA
24/08/2009 - 19:27
Nos anos 70 viajamos ao Marrocos pela British Caledonian, a convite do Ministro do Turismo daquele país árabe, para participar um de um festival internaci...


MASTERBRANDS ASSUME NO BRASIL - COM EXCLUSIVIDADE - A DISTRIBUIÇÃO DE MOLESKINE
26/05/2014 - 11:52
Alexandre Lazarou, diretor da Masterbrands Company, uma empresa brasileira que se dedica à distribuição de produtos de grife importados, anuncia que à par...


BRASILEIRO EMANUEL DIMAS DE MELO PIMENTA APRESENTA CONCERTO E FILME CHAMADOS KLEVE EM ZURIQUE, NO DIA 1º DE JUNHO
23/05/2013 - 11:45
Recentemente tivemos uma temporada vitoriosa retratando a vida e a música de Tim Maia. No momento está em cartaz em São Paulo um espetáculo dedicado a Mil...


ORA, SEU PADRE: PARA QUE DESTRUIR O SONHO DA CRIANÇADA?
10/12/2009 - 10:16
Num domingo destes fui assistir à missa das 5 da tarde a convite de um casal amigo. Seu filho de 6 anos fazia a primeira comunhão em companhia de outros 2...


DOROTÉIA - com Rosamaria Murtinho e Letícia Spiller - 12 de Maio - Teatro Cetip
10/05/2017 - 01:03
Para comemorar seus 60 anos de carreira, Rosamaria Murtinho interpreta a protagonista e vilã Dona Flávia na peça Dorotéia. Encabeçando o elenco de mais dez...


O Quebra-Nozes - NATAL SEM BALLET "O QUEBRA NOZES" NÃO É NATAL
13/12/2009 - 21:45
A CISNE NEGRO CIA. DE DANÇA, que comemora 32 anos de existência, com sucesso de público e de crítica em todo o Brasil e exterior, estará realizando a produ...


GEORGE JONAS, O GUERRILHEIRO DO BEM
01/12/2009 - 11:49
Recebo um e-mail do meu amigo Carlos Brickmann. O velho Brickmann, figuraço! Sempre alegre e sorridente, com sua figura gigantesca, jornalista de texto b...