Mauricio Kus
VOLTA AO MERCADO BRASILEIRO UM DOS ICONES ERÓTICOS DO SHOW BUSINESS NORTE AMERICANO


Por Mauricio Kus, 02/12/2012 às 5:18

Betty Boop - maior ícone erótico do show business americano

Betty Boop

Numa enquete realizada entre milhares de fãs de cinema sobre qual sería o maior ícone erótico do show business norte-americano, quem apostou em Marylin Monroe, Clara Bow, Ava Gardner, Jayne Mansfield, Rita Hayworth ou Betty Grable, errou redondamente. Ganhou por larga margem, uma figurinha cheia de sex-appeal, que não nasceu numa maternidade, mas na prancha dos cartunistas irmãos Fleischer em 1930, que atende pelo nome de Betty Boop.

Numa época em que a censura dos estúdios impunha a eliminação de cenas eróticas e nús ou orgias, os desenhos animados de Betty Boop ousavam e sua figurinha, dengosa, charmosa, e muito sexy abalava as telas dos cinemas de todo o mundo,

1940 marcou o fim da série de desenhos animados, mas Betty Boop entrou no imaginário das platéias do mundo todo e sua figurinha era reproduzida em roupas, cadernos, canecas e outros produtos de consumo,mantendo-se viva até hoje, como símbolo erótico do show business norte-americano.

Em 1988, Betty fez uma aparição especial, como único personagem em preto-e-branco no filme colorido "Roger Rabbit", mostrando-se encantadora e atraente como sempre.
1988 - Betty Boop - Roger Rabbit

No período de 1932 até 1939, 110 desenhos animados foram produzidos com sua imagem enchendo de sonhos e fantasias os jovens (e até sisudos senhores) da platéia.

Foi descontinuado por pressão da censura moralista da época, regida por um código muito severo, implantado pela Associação de Produtores de Hollywood.

1988 - Betty Boop - Roger RabbitAs tiras cômicas de Betty continuaram e foram distribuídas de 1934 até 1937, através da King Features.
Outros cartunistas retomaram o personagem em 1980.

Atualmente Betty Boop é um nome forte em licenciamento de produtos de consumo, em face de uma retomada de um programa estabelecido pela King Features, detentora dos direitos de imagem do personagem, nos anos 1990.

Seu universo de licenciamento abrange desde acessórios até maquiagem, passando por vestuário e colecionáveis, que preenchem as vitrines e prateleiras de lojas, shoppings e supermercados do mundo todo, já que a King Features expandiu o número de licenciados a ponto de tornar Betty Boop um fenômeno global.

Após consolidar sua posição nos Estados Unidos, a King Features construiu programas fortes em toda a Europa, Ásia, Austrália, América Latina e Oriente Médio.

No Brasil, Betty Boop já está no mercado em almofadas, camisetas, material escolar, papelaria, agendas, roupas de cama, banho, bolsas, esmaltes, canecas e copos.

O programa de licenciamento do personagem no Brasil é conduzido pela BR Licensing, com quase três décadas de operação no país, especializada em personagens clássicos, como Garfield, Snoopy e Smurfs.

As renovações artísticas da imagem clássica de Betty ajudaram a manter a figurinha esguia e sexy bem moderninha, mantendo seu apelo irresistível para o mercado e inspirando nova linha de produtos, que, conforme informações de Glenn Migliaccio, diretor de licenças de BR Licencing, aparecerão em breve no mercado, mas ele não pode revelar nada agora, pois estão em andamento as negociações com os possíveis licenciados da marca.
Betty Boop

Os números que sustentam o prestigio de Betty Boop são impressionantes:

Em 2004 Betty Boop foi selecionada entre os "100 Melhores Desenhos de todos os tempos”" pela Associação Britânica de TV

Em 2002, foi votada pelo TV Guide em 17º lugar entre os 50 melhores personagens de todos os tempos.

Em março de 2009, um jornal da Inglaterra votou nos personagens mais sexies de todos os tempos e Betty Boop ficou em segundo lugar, apenas atrás de Jessica Rabit.

Em Agosto de 2010, foi inaugurado o "Betty Boop Festival" na cidade de Wisonsin e face a seu sucesso, transformou-se num evento anual.

"Betty Boop Festival"


Mauricio Kus






Leia também:

PAÍS SEM HISTÓRIA ABRE MUITOS ESTACIONAMENTOS OU TEM PRÉDIOS ABANDONADOS.
24/11/2009 - 16:3
Um país como o Brasil que não tem história, não cultua seu heróis, acaba sendo um país de pátios de estacionamento ou prédios antigos, alguns de alto valor...


O SHOW DA NOITE CONTINUA ORFÃO SEM A PRESENÇA DE ABELARDO FIGUEIREDO
28/04/2010 - 10:21
Domingo fui assistir 'O rei e eu', espetáculo de Jorge Takla, uma superprodução musical, obediente ao original da Broadway produzido pelos músicos Richard...


QUANDO OS ASTROS DE HOLLYWOOD VINHAM AO BRASIL
20/09/2009 - 22:36
Hoje raramente recebemos a visita de um astro de Hollywood para promover o lançamento de seus filmes. Os grandes estúdios, lançam os filmes simultaneamen...


PHOTOS DE CÉLÉBRITÉS DES ANNÉES 40 À 70
04/02/2012 - 11:4
...


O PAULISTANO É UM SOFREDOR, SOBREVIVENTE, MAS A GENTE AMA SÃO PAULO
06/04/2010 - 6:34
Os padres jesuítas José de Anchieta e Manoel da Nóbrega subiram a Serra do Mar nos idos de 1553 a fim de buscar um lugar seguro para se instalar e catequi...


Comédia "O Empréstimo" prorroga temporada no Teatro Folha até 25 de junho
13/05/2017 - 15:46
Produtora Conteúdo Teatral apresenta versão brasileira de “El Crédito”, do espanhol Jordi Galceran...


Centenário de John Cage em evidência
13/03/2013 - 10:44
Em entrevista concedida a um jornalista brasileiro, o veterano compositor e músico Burt Bacharach, que fará temporada no Brasil em abril, relembrou com ca...


HISTERIA - De Terry Johnson. Tradução e direção Jô Soares - NOVA TEMPORADA - Teatro Shop. Frei Caneca
25/09/2016 - 15:49
Escrita em 1993, comédia teatral do autor britânico Terry Johnson ganhou direção de John Malkovich e sua montagem foi aclamada por diversos países da Europ...


O MUSEU DE IMAGEM E SOM AINDA DEVE A MIECIO CAFFÉ A ORGANIZAÇÃO DE SEU ACERVO DA MÚSICA POPULAR BRASILEIRA
18/10/2013 - 11:48
O caricaturista, desenhista, colecionador , estudioso da música popular brasileira, era conhecido por ter uma das maiores discotecas do país, com cerca de...